×
Menu
RENDIMENTOS
INSS
FGTS
IRRF
Abono pecuniário de férias - CLT - Arts. 143 e 144
não
não
sim
Adicionais (insalubridade, periculosidade, noturno, transferência e de função)
sim
sim
sim
Ajuda de custo
não
não
não
Auxílio-doença
 
 
 
          - 15 primeiros dias
sim
sim
sim
          - Complementação salarial (desde que o direito seja extensivo à totalidade dos           empregados da empresa)
não
não
sim
          - Benefício pago pela previdência oficial da União, dos Estados, do Distrito           Federal e dos Municípios
não
não
não
          - Benefício pago por entidade de previdência privada
não
não
não
sim
sim
sim
(1)
sim
não
13º Salário
 
 
 
          a) 1ª parcela até 30 de novembro
não
sim
não
          b) 2ª parcela até 20 de dezembro
sim
sim
sim
Comissões
sim
sim
sim
Diárias para viagem
 
 
 
          a) até 50% do salário
não
não
não
          b) superiores a 50% do salário (sobre o total)
sim
sim
sim
Estagiários (admitidos na forma das Leis nºs 6.494/77 e 8.859/94)
não
não
sim
Férias normais gozadas na vigência contrato de trabalho
sim
sim
sim
Férias em dobro na vigência do contrato de trabalho (CLT, art.137)
sim
sim
sim
Férias indenizadas pagas na rescisão contratual (simples, em dobro e proporcionais)
não
não
sim
Fretes, carretos ou transporte de passageiros pagos a pessoa jurídica
não
não
não
Fretes, carretos ou transporte de passageiros pagos a pessoa física autônoma
sim
não
sim
Gojeta
 
 
 
          a) espontânea (estimativa)
sim
sim
sim
          b) compulsória
sim
sim
sim
Gratificações ajustadas ou contratuais
sim
sim
sim
Horas extras
sim
sim
sim
Indenização adicional (empregado dispensado sem justa causa no período de 30 dias que antecede a data de sua correção salarial - Lei nº 7.238/84, art. 9º
não
não
não
Indenização por tempo de serviço
não
não
não
Indenização do art. 479 da CLT (metade da remuneração devida até o término do contrato a prazo determinado, rescindido antecipadamente)
não
não
não
Licença-paternidade (CF/88, art. 7º, XIX)
sim
sim
sim
Participação nos lucros
não
não
sim
Prêmios
sim
sim
sim
Quebra de caixa
sim
não
sim
Retiradas (pro labore) de diretores-empregados
sim
sim
sim
Retiradas (pro labore) de diretores-proprietários (empresários)
sim
não
sim
Retiradas (pro labore) de titulares de firma individual
(2)
não
sim
Salário-família sem exceder o valor legal
não
não
não
Salário in natura (utilidades) - CLT - art. 458
sim
sim
sim
Salário-maternidade
sim
sim
sim
Saldo de salário
sim
sim
sim
Salários atrasados, pagos acumuladamente:
 
 
 
          - correspondentes ao ano-base
sim
sim
sim
          - relativos a exercícios anteriores
sim
sim
sim
Serviços autonômos de prestador inscrito na Previdência Social
sim
não
sim
Serviços eventuais sem relação de emprego
sim
não
sim
Vale-transporte (Lei nº 7.418/85 e Decreto nº 95.247/87
não
não
não
Remuneração indireta (fringe benefits) concedida a diretores, administradores, sócios e gerentes e aos assessores dessa pessoas
(3)
(3)
sim
Salário-educação (pagamento de indenização de despesas com ensino de 1º grau) - convênio - FNDE
não
não
sim
Importâncias pagas ou creditadas por pessoas jurídicas a outras pessoas jurídicas, como remuneração pela prestação de serviços caracterizadamente de natureza profissional
não
não
sim
Pagamentos ou créditos feitos por pessoas jurídicas a outras pessoas jurídicas, a título de comissões, corretagens ou qualquer outra remuneração por representação comercial ou mediação na realização de negócios civis ou comerciais
não
não
sim
Serviços de propaganda e publicidade, pagos ou creditados por pessoas jurídicas a agências de propaganda
não
não
sim
Importâncias pagas ou creditadas por pessoas jurídicas a outras pessoas jurídicas , pela prestação de serviços de limpeza e conservação de bens imóveis, segurança, vigilância e por locação de mão-de-obra
não
não
sim
Importâncias pagas ou creditadas por pessoas jurídicas a cooperativas de trabalho, associações e assemelhadas, relativas a serviços pessoais que lhes forem prestados ou colocados à disposição por associados destas
não
não
sim
Importâncias pagas a pessoas jurídicas a título de juros e de indenizações por lucros cessantes decorrenrtes de sentença judicial
não
não
sim
 
No que se refere à parcela de aviso prévio indenizado para fins de incidência ou não do encargo previdenciário, constata-se, atualmente, sua inexistência no atual texto do § 9º do art. 28 da Lei nº 8.212/91, com suas modificações introduzidas pela Lei nº 9.528/97 e Medida Provisória (MP) nº 1.663-10/98 e reedições.
 
Não há específico na área previdenciária. Consultar o INSS local
 
INSS - Na área previdenciária, o subitem 6.1 da Ordem de Serviço INSS/DAF nº 151/96 prevê constituírem remuneração do segurado empresário, dentre outros para fins de incidência, os ganhos habituais, sob a forma de utilidades.
 
FGTS - Quanto ao FGTS, as empresas sujeitas ao regime da CLT que equipararem seus diretores (administradores) não empregados aos demais trabalhadores, para fins do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, sujeitam-se ao depósito de 8% da remuneração devida, incluindo as parcelas de que tratam os arts. 457 e 458 da CLT (remuneração indireta). Lei nº 8.036/90, arts. 15 e 16.